Jardim dos Mestres

Memória

A memória não é criadora, pertence ao passado. Contudo, não conseguimos discernir entre o que está acontecendo no momento presente e o que é apenas uma lembrança. Para a mente, é tudo a mesma coisa.

Somos assombrados por nossas lembranças, sofremos por causa da lembrança de eventos que ocorreram há tempos, e a frequente lembrança de eventos dolorosos, os mantém vivos na memória.

Ao trabalharmos sobre o conteúdo da memória, podemos eliminar mágoas, ressentimentos, descomplicar a mente e nos tornar pessoas mais simples.

No momento em que estamos vivendo as situações elas parecem ser reais, concretas, difíceis, problemáticas. Mas logo depois, se observarmos as situações passadas veremos que são como sonhos, que são apenas lembranças.

A perda de memória se dá pela negligência e pela mentira, pois a mentira distorce a memória. Conforme um evento é contado e, por um motivo ou por outro, a história dos fatos é alterada, com o tempo, já não se saberá o que realmente ocorreu.

Uma coisa muito importante é a lembrança das ideias da doutrina. Se essas ideias são negligenciadas, não são lembradas, revividas, se a doutrina não é frequentemente estudada, aos poucos as ideias dela absorvidas vão sendo esquecidas.

É preciso constante estudo e reflexão. Não adianta apenas encher a mente de conhecimento, é preciso reflexão e compreensão, pois do contrário a mente vai se tornando cada vez mais complicada.


23 de janeiro de 2013

0   Respostas em Memória

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *