Jardim dos Mestres

Não Identificação

Muitas empresas de telemarketing utilizam uma técnica conhecida como desidentificação, a fim de evitar que os atendentes se irritem e maltratem os clientes.

A técnica é aplicada atribuindo a cada um dos atendentes um nome fictício, que pode variar. Na verdade, trata-se de um artifício, de uma muleta, destituída de uma compreensão correta do que seja a não identificação.

Se o atendente utilizasse seu verdadeiro nome nesse sistema de comunicação, ao ser ofendido pelo cliente, iria se sentir diretamente atingido. Mas, atuando desta forma, ele cria um certo distanciamento de si mesmo e acaba vendo tudo como uma brincadeira.

Todos estamos identificados com nós mesmos, com nossos nomes – temos a impressão de sermos o nome. Por isso, quando os atendentes da empresa assumem um outro nome, a sensação é de que são outras pessoas ou de que não são eles mesmos. Assim, vêem as ofensas recebidas como sendo dirigidas a outra pessoa.

Será que é necessário utilizarmos esse tipo de muleta? Será que é impossível, no dia-a-dia, percebermos que não somos um nome, uma personalidade, uma imagem mental? Será que é impossível percebermos que a vida é uma brincadeira, um jogo, um filme?


23 de janeiro de 2013

0   Respostas em Não Identificação

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *