Jardim dos Mestres

Os Objetivos da Meditação

Por não sabermos quais os objetivos da meditação, não aproveitamos os seus resultados, e por esta razão muitas vezes acreditamos que nada está acontecendo.

Alguns buscam a espiritualidade, mas não com a seriedade necessária, não com os objetivos corretos. Na verdade, querem apenas um pouco de consolo e algumas atividades sociais que preencham seu tempo, que os distraiam. Querer apenas melhorar o desempenho profissional e social é um objetivo muito pequeno.

Outros iniciam a prática da meditação esperando fenômenos, êxtases, experiências psíquicas. E, quando tais não ocorrem em pouco tempo, desistem; ou, se ocorrem, fascinam-se e se perdem.

Existem religiões, ordens, escolas, que têm como objetivo os fenômenos. Vivem numa constante busca de comprovações. A busca de comprovações está baseada na dúvida, que é um dos grandes obstáculos para a meditação. Há os que têm ganância por dinheiro e os que têm ganância por fenômenos. Há os que têm apego ao dinheiro e os que têm apego aos fenômenos. Mas o objetivo da meditação não é a geração de fenômenos.

Cada forma de meditar tem o seu objetivo. De modo geral, o objetivo da meditação não é experimentar sensações agradáveis, sentir-se bem, ver luzes, ter visões, ver seres, símbolos. A busca destes fenômenos leva à fantasia, ao orgulho, à vaidade, e nos faz perder muito tempo.

A prática de silenciar a mente aos poucos nos leva ao desapego dos pensamentos. Este desapego é um distanciamento, uma não identificação. Quando estamos realizando esta prática, temos que deixar todos os pensamentos passarem, não podemos entrar neles, por mais belos, interessantes, importantes ou reveladores que pareçam ser. Tendemos a acreditar que os pensamentos que passam pela mente são nossos, damos muita importância a eles, achamos que são reais, concretos, verdadeiros.

Ouvir os sons, concentrar-se neles, ou prestar atenção nos pequenos instantes de silêncio entre um som e outro, é uma prática de concentração que nos leva a perceber o silêncio interior. Isto nos ajuda a parar de lutar contra os sons, a parar de impor resistência e de nos perturbarmos com os sons. Ao percebermos o silêncio interno durante essa prática, poderemos, aos poucos, levá-lo para a vida diária. Quando a mente encontra este silêncio, ela alcança a paz e a felicidade, o que vai motivá-la a buscar sempre por este silêncio.

É certo que muitos fenômenos podem ocorrer, mas estes fenômenos não são o foco, o objetivo. Se durante uma meditação passamos a prestar atenção em imagens, então nos distraímos, perdemos o objetivo, não estamos com a atenção correta. Porém, quando fazemos uso de uma imagem específica para meditar, um símbolo, uma mandala, quando a visualização é o objetivo, então não há distração. Neste caso, a atenção não fica comprometida.

Alguns dos objetivos da meditação são: relaxar, tranquilizar o coração, a mente e corpo, desligar-se da agitação do dia-a-dia. O objetivo é mais abandonar, eliminar, do que conquistar. A meditação é uma prática de desapego, de renúncia, de desidentificação de pensamentos, de autoconhecimento.

A meditação também é praticada para superar o sofrimento, tristeza, mágoas, ressentimentos, angústia. A purificação da mente é também mais um de seus objetivos. Isso traz paz e felicidade.

Mas o grande objetivo da meditação é a iluminação, a percepção da realidade. E o propósito da iluminação é ajudar os outros a alcançá-la. Devemos aspirar pela iluminação. A prática persistente é o caminho para iluminação.

Muitos iniciam as práticas sem uma motivação correta ou, ao longo do caminho, se esquecem de seus objetivos iniciais, então acabam incorrendo em erros como a busca de poder e fama.

É necessário ter bases corretas, motivações corretas, objetivos corretos. E isso só encontramos em doutrinas confiáveis. Precisamos sempre estar conscientes dos nossos motivos e objetivos. Eles precisam estar muito claros para nós. Não podemos esquecê-los. No início de nossas práticas, devemos refletir sobre nossos objetivos, isso traz inspiração, força, motivação. Quando iniciamos o dia, também devemos refletir e nos lembrar de nossos objetivos. Isso nos ajudará, nos dará força para agirmos corretamente.


0   Respostas em Os Objetivos da Meditação

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *