Jardim dos Mestres

Representações

Existem as representações físicas, representações para os sentidos, que são os objetos do mundo físico. E também existem as representações mentais, que são formas mentais, efígies, imagens.

As representações mentais não são egos, porém podem ser obstáculos para o avanço espiritual. Elas podem ser positivas ou negativas. É certo que as representações negativas são mais prejudiciais, mas as duas classes devem ser eliminadas.

A imaginação mecânica cria representações mentais. Existem representações de pessoas, paisagens, situações, objetos. São imagens mentais, assim como as fotos, são do tempo, não se referem ao presente, ao novo de cada instante. Elas nos estimulam a cometer sempre os mesmos erros.

As impressões negativas alteram as representações. Se nos abrirmos às conversas negativas, às críticas, ao “diz que diz que”, às calúnias, muitas representações podem ser alteradas, podem sofrer transformação e, com isso, passam a ter novas características. O resultado é que, em sonhos, podemos atacar essas representações ou ser atacados por elas. No estado de vigília, podemos alterar nosso comportamento diante das pessoas.

Quando se perde interesse por uma representação, ela deixa de ser alimentada e vai se dissolvendo. É preciso aprender a estar presente, a manter a atenção plena, para não criar novas representações mentais.


12 de fevereiro de 2013

0   Respostas em Representações

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *